O que é e quanto cobrar de depósito caução?

Postado em Turismo | 08 de Setembro/2015

O depósito caução é uma quantia extra cobrada pelo proprietário, corretor ou imobiliária como um seguro para cobrir possíveis danos causados durante a estadia de hóspedes. Há muita dúvida em relação a quanto cobrar e é muito comum proprietários perderem hóspedes por causa do valor absurdo que cobram.

Sabemos que você ama seu imóvel e tem medo que hóspedes estraguem alguma coisa, mas se você quer lucrar alugando por temporada, saiba que se abusar do depósito caução, muitos vão procurar outros imóveis.

Quanto cobrar de depósito caução?

Para não perder hóspedes e ainda ter em mãos um valor para cobrir pequenos danos, o ideal é cobrar até 30% do valor total do aluguel por temporada. Essa é uma quantidade que não assusta seus futuros hóspedes.

Quando receber o depósito caução?

Sempre no check-in, se cobrar a caução na reserva do imóvel, seus hóspedes podem estranhar. Geralmente a política de cancelamento dos proprietários é bem clara, se o hóspede pagou pela reserva e resolveu que irá cancelar a viagem, ele perde todo o valor pago, portanto não assuste seus hóspedes. Diga que o depósito caução deve ser pago no check-in, junto com a taxa de limpeza (se houver).

Devo incluir informações sobre o depósito caução no contrato?

Sem dúvidas, seu contrato de aluguel por temporada deve conter o valor total cobrado como caução, para que serve esse valor e como poderá ser usado. Considere os textos abaixo para incluí-los e/ou modificar seu contrato:

  • Parágrafo ou cláusula: Além do valor do aluguel, o LOCATÁRIO se compromete a entregar ao LOCADOR a título de caução por eventuais avarias que porventura ocorram no imóvel ou no mobiliário que o guarnece, durante o prazo de vigência da presente locação, o montante equivalente a R$XXX,00.

  • Parágrafo ou cláusula: O valor entregue ao LOCADOR a título de caução será integralmente devolvido ao LOCATÁRIO ao término da vigência do contrato, caso nenhum avaria venha a ser observada.

  • Parágrafo ou cláusula: Caso alguma avaria seja observada no imóvel ou em qualquer dos bens que o guarnecem, o valor necessário para seu reparo ou substituição será imediatamente apurado e descontado do montante entregue pelo LOCATÁRIO a título de caução. Sendo impossível estimar imediatamente o valor do reparo ou substituição do que houver sido danificado, o montante integral da caução ficará retido em poder do LOCADOR até que se apure o referido valor, hipótese na qual esse compromete-se a devolver ao LOCATÁRIO, no prazo de 30 (trinta) dias, o saldo remanescente da caução, se houver, prestando contas da quantia gasta.

  • Parágrafo ou cláusula: O valor deixado pelo LOCATÁRIO a título de caução não o isenta do pagamento integral por eventuais danos cujos reparos venham a superar a referida quantia dada em garantia, hipótese na qual se compromete a proceder ao imediato complemento do valor.

Como devo usar o depósito caução no caso de danos?

O depósito caução nunca deve ser usado para ganhar algum dinheiro adicional, você também deve aceitar o fato que algumas vezes as coisas quebram. Entretanto caso alguma violação seja encontrada na inspeção feita no check-out, você pode reter o caução até que o valor do dano seja apurado.

Quando o dano for reparado, retire o valor do caução, envie o recibo do conserto e devolva o valor restante.

E se houver danos acima do valor de caução?

Primeiro você deve tirar fotos, recolher as evidências e ter um orçamento do valor necessário para reparar o dano. Se o valor ultrapassar a quantia que foi cobrada de caução, você pode tomar algumas das atitudes abaixo:

  • Você pode resolver diretamente com o hóspede conversando e negociando;
  • Caso o valor excedido seja pequeno (algo como R$50,00), você pode cobrir a diferença e evitar dores de cabeça;
  • Se o hóspede estiver negando pagar a diferença, você deve tomar medidas legais.

No caso de ser necessário tomar medidas legais, tenha certeza de incluir o item abaixo no seu contrato:

  • Parágrafo ou cláusula: O valor deixado pelo LOCATÁRIO a título de caução não o isenta do pagamento integral por eventuais danos cujos reparos venham a superar a referida quantia dada em garantia, hipótese na qual se compromete a proceder ao imediato complemento do valor.

Comentários

Newsletter - junte-se a 12769 assinantes

Receba dicas de turismo de todo Brasil e informações sobre imóveis para aluguel de temporada.